Como será a segurança para o futuro do Brasil?

MOMENTO ODIN 20
01/27/2021
MOMENTO ODIN 21
02/02/2021

 GRUPO VIKINGS /ODIN SEGURANÇA

 

Como será a segurança para o futuro do Brasil?

Cada vez mais parecido com a de países mais industrializados?

A resposta é: Sim!

O Avanço dos Sistemas Eletrônicos tem sido grande e constante nas últimas décadas e tudo leva a crer que vai continuar em franco desenvolvimento. Isto coloca uma pressão contínua sobre os escopos de mão de obra que vêm sofrendo reduções e ajustes, mudando funções de vigilância para porteiro e eventualmente eliminando postos. O conceito de portaria virtual vai avançar muito e irá atingir os setores empresarial e industrial.

O treinamento se torna mais importante, assim como uma supervisão atuante que possa efetuar estes treinamentos e cobrar dos funcionários pró-atividade em relação ás plataformas de treinamento virtual. O profissional de segurança que está na linha de frente precisa receber atenção e estímulos para que ele ou ela possa melhorar seus conhecimentos, postura e grau de profissionalismo de forma contínua.

O Profissional de Segurança é um defensor da democracia, do direito de constituir património e defensor da integridade física e moral das pessoas e, portanto, estamos falando de uma profissão importante em qualquer sociedade. Já que vamos ter um número cada vez menor de profissionais na linha de frente, aqueles que atuam precisam ser cada vez melhores e tendo o apoio de sistemas eletrônicos de segurança cada vez mais abrangentes e eficazes.

Se é uma profissão importante porque muitos Clientes ainda tratam e contratam como um commodity?

Porque ainda é difícil encontrar um RFP – Request For Proposal (Solicitação de Proposta) que descreve detalhadamente os treinamentos e a carga horário para os mesmos?

Tudo para reduzir ao máximo o preço pelo serviço prestado tendo em segundo lugar a Qualidade, mas é importante lembrar: “O doce sabor do preço baixo dura bem menos que o amargo sabor da má qualidade” vide caso de cliente que morreu em um supermercado.

Qual o papel do profissional da linha de frente?

Ele tem que fazer parte do negócio final do cliente para assim poder agregar valor.

Esse é o conceito da Segurança 5.0 que agrega o engajamento dessas pessoas aos valores fortemente absorvidos pela equipe de frente – toma decisões assertivas, inclusive em momentos de crise -, a tecnologia para detectar riscos e prevenir perdas humanas,  de patrimônio e de imagem – vide case da cervejaria Baker –  e treinamento extensivo utilizando o fator inteligência como a principal garantia de sucesso de cada projeto.

Desde que estou à frente da mais nova empresa de segurança do Brasil, a ODIN SEGURANÇA, do GRUPO VIKINGS, está claro que inovar em segurança requer esses compromissos e conhecimentos para combater os infortúnios inerentes que sempre nos assombram. Estamos prontos para enfrentá-los com expertise além do comum. Resolvemos trabalhar “fora da caixinha” – valorizando pessoas, processos e patrimônio.

 

 

ORÇAMENTO